Dificuldades pós big chop e o crescimento capilar a qualquer custo

     Não tive coragem de fazer o big chop (é como chamamos o grande corte, onde retiramos toda a química dos cabelos). Fui cortando aos poucos e com 10 meses de transição tirei a química só de metade da cabeça. Um corte mais ou menos chanel e que me permitia prender a parte de cima ainda com química. Infelizmente não tenho foto desse período. Fugia um pouco dos flashs. O comprimento sempre foi algo muito importante para mim e foi difícil me enxergar com ele curtinho.

     Em janeiro desse ano, quando completei 1 ano de transição, tirei o que ainda tinha de química. Considero essa data para contar o período de cabelos naturais. Muitos veem esse dia como um marco de libertação e se perguntam porque não o fizeram antes. Até concordo, mas acredito que para a maioria seja muito difícil ter que lidar com uma nova imagem, novos cuidados. Enfim, tudo é novo e o novo nem sempre é digerido tranquilamente por nós. A mulher brasileira deposita no comprimento dos seus fios grande parte de sua sensualidade e beleza – a transição capilar masculina parece mais “fácil”, mas nem sempre é. O cabelo pode estar acabado de tanta química, mas preferem o comprimento em detrimento à saúde dos fios.

     No pós bc, os fios ainda estão se adaptando ao novo formato, ainda precisamos encontrar finalizações melhores para o nosso caso e muitos sentem um ressecamento que até então não percebiam. Tudo normal. É um período de mudanças na estrutura dos fios. É uma mudança psicológica e orgânica mesmo. Então, também é compreensível que o cabelo não fique tão bonito no início ou que erremos na quantidade ou no tipo de produto que passamos para deixá-los em “ordem”.

fases da transição capilar
Comprimentos nas fases pós BC

     Mas o que venho percebendo é uma quantidade enorme de pessoas que dão esse primeiro passo (de tirarem a química) e logo ficam desesperadas para conseguirem o crescimento milagroso. Sinto em dizer que ele não existe. Não gosto de produtos que prometem isso, mas concordo que todos têm livre arbítrio para fazerem suas próprias escolhas.

     Durante a transição, usei o shampoo com adeforte por menos de um mês. Parei porque percebi que deixava meu cabelo muito ressecado e quis me libertar da paranoia de querer 5cm de crescimento mensal. Não acredito que isso aconteça. Nem com esse produto, nem com qualquer outro. O próprio Monovin A – vitamina A também, só que para cavalo – acelera o ciclo do cabelo. Ele cresce rápido e cai rápido. Sim, sei que várias pessoas dirão que estão vendo resultados com ambos os produtos, mas minha pergunta é: por que cortar se não o queria curto? Sei que lidar com duas texturas não é fácil, mas quem disse que seria?? Algumas pessoas esperam um ano e meio ou dois anos para cortarem. É uma opção. Acredito que o crescimento capilar vem mais de dentro para fora do que nessas soluções “mágicas”.

     O mais importante é procurarem o acompanhamento de um dermatologista. Não acontecerá conforme nossa vontade, mas precisamos usar a paciência que a maioria precisou ter durante a transição. Então, o pós bc poderá se tornar mais um período difícil dependendo de como é encarado.

     Muitos falam do bc como se fosse um filme americano: The end!! Não é!!! Cortar o cabelo nem sempre acaba com todos os problemas. Continuamos recebendo críticas pelo comprimento e pela textura, – as pessoas são assim…não conseguem exercer o poder do silêncio – comprando novos produtos para essa fase e testando novamente aqueles que não tinham dado certo anteriormente.

     Atualmente, utilizo apenas o tônico de alho, da Gota Dourada. Ele ajuda no combate a oleosidade do couro cabeludo, no combate a caspa e fortalece a raiz. Pago R$ 5 e, se não surtir efeito, não terei gasto fortunas. (Tenho visto muitas marcas aproveitando do “desespero” alheio para lucrarem. Fiquem atentos!!!)

tônico de alho

     Sim, claro que quero meu cabelão de volta, mas sei que o tônico não irá me prejudicar de forma alguma. Acho válido também o uso do tal óleo bomba – que são vários óleos vegetais juntos e aplicado com massagem no couro cabeludo – ou ainda o método da inversão – onde a pessoa fica de cabeça para baixo fazendo massagem com óleos vegetais também (principalmente o óleo de rícino que é um óleo auxiliar para o crescimento). Mas acredito que só massagear o couro cabeludo, sem nada, já ajuda a ativar a circulação. Sempre que lembro faço isso antes de dormir. É relaxante e não tem efeito colateral algum. Mas é a opção de cada um (vale reforçar).

oleo-de-ricino-farmax-30ml_1

     Apesar de não me identificar com meu cabelo curto, adorei a praticidade e a liberdade dele durante o verão. Nesse período, lavava mais vezes por semana e secava super rápido. Quando meu cabelo era comprido nem sempre dava para fazer lavagens diárias, pois o couro cabeludo nem sempre secava bem. Então, tudo tem vantagens e desvantagens. Também percebi que alguns defeitinhos que nunca tinha reparado sobressaíram por conta do comprimento, mas nada que não tenha jeito. Ainda sofremos com o cruel fator encolhimento. Parece que não cresce nunca, mas cresce. Ele apenas cacheia e dá essa impressão. Sim, é apenas questão de ótica. Mais doses cavalares de paciência para nós. Precisaremos!!!

     Minha mensagem de hoje é de incentivo para quem, assim como eu, está de cabelo curtinho e ainda se adaptando ao novo visual. Percebi que meu cabelo já cresceu bastante de dezembro pra cá e é isso que me anima. Já projeto como ele ficará, o que pretendo fazer, o corte que quero ter, etc.

     Desencanem tanto de crescimento dos fios. Curtam essa fase. Tentem tirar algo de positivo. Não somos apenas cabelo. Isso é reducionismo de nós mesmos. As pessoas precisam gostar da gente de dentro para fora primeiro. Claro que tenho expectativas pessoais, mas sempre digo para as meninas ainda em transição que é um período e que passa. O cabelo curtinho – para quem não se identifica com ele – também passará.  Em vez de vitamina A gostaria que vendessem para nós a vitamina P, de paciência….também gostaria de tomá-la todos os dias!!!

     Não espero que esse post seja decisivo para ninguém. A intenção do blog não é a de ditar regras. Apenas quero que sirva para que façam uma reflexão!!!

Share

Um comentário em “Dificuldades pós big chop e o crescimento capilar a qualquer custo

Os comentários estão desativados.

error: Content is protected !!